Ventilação no local de trabalho e a sua ligação com a produtividade

Ventilação no local de trabalho

Melhorar a produtividade dos funcionários é um objetivo-chave para quase todas as grandes corporações e de muitas outras menores também. Ao tentar encontrar manerias de aumentar a produtividade, uma das melhores opções é melhorar a ventilação no local de trabalho.

De acordo com um relatório do Centro de Ambiente Urbano da Universidade da Califórnia em Berkeley, os salários dos funcionários representam mais de 90% do custo operacional total. É por isso que muitas empresas buscam a melhoria da produtividade dos funcionários, não apenas como uma forma de realizar mais objetivos, mas também como uma maneira de gastar menos.

Portanto, para os gerentes encarregados de controlar as despesas operacionais, é essencial buscar maneiras de melhorar a produtividade dos funcionários. Não é segredo que o ambiente tem um grande impacto nos trabalhadores; na verdade, os funcionários identificam uma temperatura de escritório desconfortável como uma das principais distrações durante o trabalho.

No entanto, é importante perceber que a temperatura não é o único componente da qualidade do ar do escritório que afeta a produtividade. Altos níveis de umidade dificultam o conforto e o foco, e altos níveis de CO2 reduzem a função cognitiva.

Por que a ventilação no local de trabalho é um problema sério?

O problema da má qualidade do ar nos edifícios comerciais e escritórios tem suas raízes na crise energética dos anos 70. Em um esforço para economizar energia, os edifícios foram selados para reduzir o vazamento de ar aquecido e resfriado para o exterior. As taxas de ventilação no local de trabalho também foram reduzidas para reduzir as cargas nos sistemas de ar condicionado. Infelizmente, essas ações criaram um novo problema: O acúmulo de poluentes do ar em ambientes fechados e um aumento dos sintomas de problemas respiratórios para os ocupantes.

Quando as pessoas não se sentem bem no trabalho, você já conhece o resultado: faltas constantes e baixa produtividade. Mas você não é necessário um surto assustador de sintomas misteriosos para afetar o andamento do trabalho. A redução dos níveis de energia e concentração causados ​​pela respiração de poluentes internos pode ter um impacto grande na produtividade da sua empresa.

A pesquisa sobre ventilação no local de trabalho e produtividade dos funcionários

Muitos estudos descobriram ligações entre a má ventilação, qualidade do ar interior e saúde. No entanto, uma pesquisa publicada recentemente na Harvard Business Review foi um passo à frente para demonstrar uma relação clara entre ventilação correta e melhor função cognitiva dos trabalhadores intelectuais. A melhora na ventilação no local de trablho ajudou até mesmo a capacidade de tomada de decisão.

Os pesquisadores (incluindo o investigador principal Joseph Allen, professor de Harvard e diretor do programa Edifícios Saudáveis ​​de Harvard) conduziram um estudo com trabalhadores em um ambiente controlado, onde eles variavam as condições de qualidade do ar (de condições típicas que mal atingiam padrões mínimos para condições “otimizadas”) e mediu as mudanças no comportamento.

Especificamente, eles variaram os níveis de COVs (Compostos Orgânicos Voláteis) e dióxido de carbono no ar para ver como as mudanças afetaram a função cognitiva dos trabalhadores. Lembrando que a função cognitiva é um dos principais indicadores de produtividade em funcionários. Não surpreendentemente, eles descobriram que a tomada de decisões, estratégias e planejamento melhoraram quando os trabalhadores respiravam ar de qualidade.

Os pesquisadores expandiram seu estudo para medir o desempenho dos funcionários em edifícios “verdes” que proporcionavam boa eficiência energética e boa ventilação do local de trabalho, bem como edifícios com ambientes mais típicos. Eles descobriram que os trabalhadores nos edifícios “verdes” voltaram a apresentar melhor desempenho nos testes cognitivos.